top of page
  • Foto do escritorRádio Notícias

APÓS SER ABSOLVIDO, HOMEM ACUSADO DE MATAR ESPOSA EM TATUÍ SERÁ JULGADO EM 2ª INSTÂNCIA.


A Justiça aceitou o recurso do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) para anular a absolvição e julgar, em segunda instância, o homem de 53 anos acusado de agredir e matar a esposa em Tatuí, no interior de São Paulo. Devido aos recursos protocolados pela defesa, no último domingo (6), o julgamento ainda não foi marcado.


Anísio Moreira Satel é investigado por agredir e causar a morte de Adelaide Selma Paulino Rende Satel, em julho de 2020.

Por falta de provas, em setembro de 2021, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) absolveu Anísio em júri popular. Na época, um alvará de soltura foi expedido e ele deixou a cadeia no mesmo mês.

O pedido do MP para anular a absolvição do acusado foi aceito em 3 de agosto deste ano. A defesa recorreu da decisão no dia 17 do mesmo mês, mas a Justiça negou o recurso. Pela segunda vez, o advogado do réu entrou com recurso especial contra a decisão, que deve ser encaminhado ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ).


11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page