top of page
  • Foto do escritorRádio Notícias

REGIÕES DE TATUÍ, ITAPETININGA, SOROCABA NÃO RECEBERÃO DOSES DA VACINA CONTRA A DENGUE


As regiões de Tatuí, Itapetininga e Sorocaba não receberão doses da vacina contra a dengue, que foi disponibilizada pelo Ministério da Saúde. Ela será aplicada pelo SUS na população de regiões endêmicas, em 521 municípios, de 16 estados e do Distrito Federal. No Estado de São Paulo, 11 cidades da região do Alto Tietê receberão doses.

O registro do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março do ano passado.

Segundo o ministério, o laboratório que fabrica a vacina não tem capacidade para fornecer uma maior quantidade de doses, por isso, regiões brasileiras consideradas prioritárias receberão o imunizante desta primeira remessa. Neste primeiro momento, o imunizante será aplicado em pessoas com 10 a 14 anos.

Para receber a vacina, a cidade precisa atender a três critérios:

·         Ser considerado município de grande porte, com mais de 100 mil habitantes;

·         Ter registrado alta transmissão de dengue em 2023 e 2024;

·         Maior circulação da variante DENV-2.

A primeira remessa, recebida pelo Ministério da Saúde, chegou ao Brasil no sábado (20). O lote tem cerca de 757 mil doses. A outra remessa, com mais de 568 mil doses, deverá ser entregue ao governo em fevereiro.

Nas clínicas particulares consultadas pelo g1, a vacina está sendo aplicada em pessoas de quatro a 60 anos. Gestantes, mulheres que estão amamentando e pessoas imunossuprimidas não podem receber o imunizante.

Podem se vacinar com a Qdenga tanto quem já teve dengue quanto quem nunca foi infectado. Quem teve a doença deve aguardar seis meses para poder se vacinar.

Até o momento, não há estudos que apontem a necessidade de reforço da vacina, além das duas doses do esquema vacinal.

(Foto: Ministério da Saúde. Fonte: G1)

5 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page