Buscar
  • Rádio Notícias

EXPOSIÇÃO "BARBIE NEGRA - O PODER DA REPRESENTATIVIDADE" TEVE INÍCIO NO MUSEU.



De 8 a 30 de março, o Museu Histórico "Paulo Setúbal", da Prefeitura de Tatuí, receberá a exposição "Barbie Negra - O poder da representatividade", de Rafaele Breves. Na abertura - na próxima terça-feira, às 19h30 -, também haverá uma roda de conversa com o tema "Mulheres e suas pluralidades", em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. A exposição, que terá entrada gratuita, é composta por mais de 60 exemplares, raros e limitados, da famosa boneca Barbie, incluindo o exemplar original da primeira boneca negra lançada no mundo. Em 1980, inspirada no mundo real, Barbie absorveu as questões de identidade da comunidade negra e surgiu estonteante na primeira versão, que enfatizava o orgulho negro. O exemplar original, criado pela estilista negra Kitty Black Perkins, com longo vestido vermelho, cabelos e adereços de inspiração étnica, é um dos destaques da exposição. Da primeira Barbie negra, às versões atuais da boneca criada em 1959, o visitante poderá observar dezenas de moldes de rostos diferentes que a boneca ganhou. Entre os destaques, estão modelos que enfatizam o Continente Africano, como a "Barbie Nigéria" e a "Barbie Quênia", a "Barbie Brasil", que representa a Bahia, e bonecas em homenagem a grandes mulheres, como Rosa Parks e Maya Angelou. Além da exposição e do bate-papo, serão realizadas quatro visitas guiadas - que devem ser agendadas com antecedência - composta por um bate-papo direcionado a crianças e adolescentes. As bonecas que serão expostas fazem parte do acervo da colecionadora Rafaele Breves, dona de uma das maiores coleções exclusivas de Barbies negras do Brasil. Breves iniciou sua coleção em 2017 e, atualmente, possui mais de 60 exemplares raros e edições limitadas, que representam a evolução da moda e dos costumes. Reconhecendo a representatividade do seu acervo, a colecionadora criou, em janeiro de 2021, um canal no Youtube, que busca discutir a diversidade no mundo dos brinquedos (https://bit.ly/3KihUse). A exposição de bonecas "Barbie Negra - O Poder da Representatividade" recebeu recursos por meio do Edital de Cultura n° 02/2021 - Concessão de Prêmios Inciso III, da Lei Aldir Blanc - LAB, e conta com o apoio da Prefeitura de Tatuí. Ela pode ser vista de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, no Museu, que está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações pelo telefone (15) 3251-4969 ou pelo e-mail mhpstatui@gmail.com. Rafaele Breves - Atriz, jornalista, capoeirista, gestora pública e youtuber, Rafaele iniciou seus estudos teatrais em 2000, no Conservatório de Tatuí, formando-se em Teatro Infantil no ano de 2006 e em Teatro Adulto em 2009. Na instituição, permaneceu por 10 anos, atuando em mais de 25 espetáculos e participando de diversas oficinas de corpo, cenografia, direção e voz, com grandes nomes, como Alberto Gaus, Vanderlei Piras, José Renato, Clóvis Garcia, Abílio Tavares, Ivan Cabral, Edgar de Castro, Marcelo Lazaratto, Marcos Pavanelli e Reinaldo Renzo. Foi integrante da "Cia de Teatro" do Conservatório de Tatuí, como aluna bolsista, entre 2008 e 2010, atuando em montagens de espetáculos, mostras e festivais, sob direção de Carlos Ribeiro. Ela também participou de Oficinas, de mostras principal e paralela e júri popular de sete FETESP's - Festival Estudantil de Teatro do Estado de São Paulo. Rafaele participou do "8º Festival Estudantil SESI de Teatro", com o espetáculo "O Primeiro Voo de Ícaro", de Luís Alberto de Abreu, com o qual recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante. Em 2008 e 2009 integrou o Projeto "Conexões", uma parceria entre a "Cultura Inglesa", o Colégio "São Luís", o Teatro Escola "Célia Helena", o "British Consul" e o "National Teather"; além disso, participou de workshops com Mário Viana, Noemi Marinho, Luís Alberto de Abreu, Max Key (diretor do "National Theatre", de Londres), Sérgio Roveri e Gilberto Dimenstein. Em 2011 formou-se jornalista pela Universidade de Sorocaba (Uniso), na qual foi bolsista pelo Programa PIBIC/CNPq com a iniciação científica "Aspectos estéticos e legenda como produção de sentidos na mensagem jornalística". Nesta área, trabalhou como estagiária na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Tatuí, como produtora de conteúdo para a TV Sorocaba SBT e, atualmente, é jornalista do Grupo CCR, onde trabalha na comunicação interna e externa da empresa, fotojornalismo, gerenciamento de crise, rádio interna, produção de eventos e cerimoniais. Ainda na área de Comunicação, em 2013 participou do curso de documentário da Oficina "Grande Otelo", de Sorocaba, ministrada pelo publicitário Adriano Viega, que teve como resultado o vídeo "Pé Vermeio", sobre a história do artista plástico Jaime Pinheiro. Entre 2010 e 2012, integrou o Núcleo de Pesquisa Cênica "Eu - Outro", que de modo independente viajou com o espetáculo teatral "Favores da Lua - o Prólogo", baseado em 15 contos de Charles Baudelaire, desenvolvendo sua assinatura cênico-estética. O espetáculo percorreu 12 cidades do Estado de São Paulo e teve direção de Juliano Casimiro. Em 2014 passou a integrar a Companhia de Teatro "Atores em Conserva", de Tatuí, na qual participou de diversos festivais, incluído o renomado Festival Internacional de Curitiba. Com esse grupo realizou diversas atividades supervisionadas pelo "Programa de Qualificação em Artes - Projeto Ademar Guerra", idealizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura. Em 2015, fez uma participação especial no espetáculo "Auto da Paixão e da Alegria", do dramaturgo Luís Alberto de Abreu, encenado pela Cia de Teatro "Sete Chaves". Na oportunidade participou do Festival de Teatro de Avaré e conquistou o prêmio de melhor atriz. Em 2020, conquistou sua segunda graduação do Ensino Superior, finalizando o curso de Gestão Pública, pela Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). Atualmente, Rafaele é voluntária em projetos sociais, planejando e participando de iniciativas do terceiro setor nas áreas social, cultural e esportiva. Ela também é professora de capoeira para crianças em vulnerabilidade social e ativista em coletivos de mulheres pretas. Sobre diversidade, Breves também tem se especializado no assunto, realizando cursos na Faculdade Cásper Líbero e na Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial), onde teve aula com os principais nomes do cenário nacional no tema, como Ricardo Sales, Reinaldo Bugarelli e Margareth Goldenberg. FOTO: Jornalista e atriz Rafaele Breves, que já trabalhou como Estagiária no Departamento de Comunicação da Prefeitura de Tatuí.

0 visualização0 comentário