Buscar
  • Rádio Notícias

TATUÍ SERÁ A PRIMEIRA CIDADE DA REGIÃO A TER UM CENTRO MUNICIPAL INTEGRADO DE REABILITAÇÃO (CIR)


A partir de segunda-feira, 23 de agosto, Tatuí será a primeira cidade da região a ter um Centro Municipal Integrado de Reabilitação (CIR), que dobrará a capacidade de atendimentos de reabilitação na Rede Municipal de Saúde. A inauguração deverá contar com as presenças do prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior, secretários, vereadores e autoridades civis. Os recursos para esta obra foram disponibilizados pelo Ministério Público Estadual, que atendeu á época um projeto apresentado pela prefeita Maria José Gonzaga.

O espaço terá a presença de diversos profissionais da Saúde e atenderá recém-nascidos de risco ou com deficiência estabelecida e pessoas com deficiência (temporária ou permanente) física, intelectual, auditiva, visual, múltipla e Transtorno de Espectro Autista (TEA), sem restrição de faixa etária.

No local, a população terá à disposição – mediante encaminhamento médico da Rede Municipal de Saúde – serviços de intervenção e estimulação precoce; habilitação e reabilitação; atendimento médico; Serviço de Tecnologia Assistiva com dispensação de produtos assistivos; e coleta e compilação de dados para formulação de políticas públicas voltadas para a pessoa com deficiência.

O projeto tem o objetivo de ampliar o acesso, qualificar o atendimento, articular e integrar os serviços de saúde (da Atenção Básica, especializada e hospitalar) de forma a garantir a integralidade do cuidado às pessoas com deficiência temporária e permanente; progressiva, regressiva ou estável; intermitente ou contínua. “A implantação do CIR em Tatuí elevará a qualidade e a quantidade dos atendimentos, demostrando a dedicação e a preocupação do município com essa questão. Nós tivemos uma equipe grande de profissionais trabalhando para que conseguíssemos, mesmo durante a pandemia da Covid-19, implantar o Centro”, comemora a secretaria de Saúde da Prefeitura de Tatuí, Tirza Luiza de Melo Meira Martins.

No CIR, os casos de deficiência agudos e crônicos que necessitem de reabilitação serão tratados. “Nossa ideia é que os casos agudos tenham prioridade, para que não venham a se tornar crônicos, e assim consigamos controlar, e até amenizar, a gravidade dos casos clínicos, impedindo a instalação de deformidades, gerando promoção de saúde aos pacientes”, diz a coordenadora técnica do CIR e responsável técnica pelo Departamento da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Talita de Campos Urso.

Para tanto, o espaço unificará alguns setores de Saúde, entre eles: Departamento Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida; Banco de Empréstimo e Reparos de Produtos Assistivos; Centro de Estimulação Precoce, Adaptação e Reabilitação (CEPCAR); pacientes neurológicos que anteriormente eram atendidos pelo Centro Municipal de Fisioterapia; especialistas que estão fragmentados na Rede (terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos que estão em outras unidades); e Sala de Governança, para compilação de dados e estatísticas dos serviços existentes (saúde, assistência social, educação etc), para fomentar e promover políticas públicas voltadas para a pessoa com deficiência.

O CIR será equipado com uma estrutura totalmente nova, composta por duas salas de integração sensorial e uma sala de AVD (Atividades de Vida Diária); além de contar com uma equipe multidisciplinar integrada, formada por 2 terapeutas ocupacionais, 3 fonoaudiólogos, 3 fisioterapeutas, 3 psicólogos, 1 assistente social, 1 enfermeiro, 1 neuropediatra, 2 psiquiatras infantis, 1 ortopedista, 3 atendentes e 2 auxiliares de serviços gerais, sob a gestão de Talita de Campos Urso, coordenadora técnica do CIR, e Cintia Di Felice, coordenadora administrativa. “Estes profissionais foram capacitados por mais de um ano para exercerem seus trabalhos com excelência e acolherem os pacientes e seus familiares da forma mais humanizada possível”, destaca Tirza.

O projeto de implementação do CIR em Tatuí, que será o único da região com gestão municipal, surgiu da necessidade de ampliar a Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência, devido ao aumento da procura dos usuários pelos serviços especializados e a urgência de adequação do município às diretrizes propostas na Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência. Esta proposta incorpora as diretrizes nacionais apresentadas no Plano Nacional “Viver sem Limites”, norteadoras do Plano de Ação da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, além de apontamentos de demais documentos pertinentes à área e as sugestões dos profissionais envolvidos nos atendimentos do município.

De acordo com a administração do CIR, se tudo acontecer como o esperado, há chances de, no futuro, o local se tornar um Centro Especializado de Reabilitação (CER). “Nós seguimos os instrutivos do Ministério da Saúde, pois todo o Centro foi estruturado seguindo as portarias estabelecidas pela pasta. Assim, submeteremos nosso projeto para aprovação, apresentando documentos que comprovem as ações realizadas em nosso CIR, para recebermos verba federal de custeio, derivada da habilitação como CER”, explica Talita.

A inauguração do Centro Integrado de Reabilitação de Tatuí (CIR) será realizada no dia 23/08 (segunda-feira), às 17h, para convidados, respeitando todos os protocolos sanitários em virtude da pandemia da Covid-19. Situado na Praça Adelaide Guedes, s/nº, Centro – atrás do CS1, o “Postão” -, o local funcionará de segunda a sexta-feira das 7h às 18h.

23 visualizações0 comentário